IPVA SP: governo notifica inadimplentes com placa 7 e 8

Inadimplência em São Paulo. Nessa terça-feira (26), a Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado notificou cerca de 447.505 motoristas que estão com o IPVA atrasado. O valor diz respeito a parcela de 2019 e deve ser pago pelos próximos 30 dias. Segundo o órgão, o débito já vem contabilizando mais de R$ 500 milhões na folha do governo.

IPVA SP: governo notifica inadimplentes com placa 7 e 8
IPVA SP: governo notifica inadimplentes com placa 7 e 8

O comunicado foi emitido por meio do Diário Oficial do Estado e convidou todos os motoristas com as placas final 7 e 8 a prestar conta de suas dívidas. Além de emitir um alerta eletrônico, a secretaria está enviando, pelos Correios, o boleto de cobrança para que estes possam efetuar o pagamento.

Quem foi notificado terá até 30 dias para poder encerrar o débito ou apresentar uma defesa. O serviço pode ser feito por meio de plataformas de pagamento online ou em qualquer agência bancária. Para efetua-lo, basta apresentar o número do Renavan e escolher o ano do débito.

Notícia relacionada: IPVA 2020 de São Paulo pode não incluir projeto de bom motorista

Aqueles que não prestarem conta ou justificarem sua situação terão o nome sujo no registro do estado. É válido lembrar que o pagamento do IPVA SP acarreta em multa e juros, além de deixar o motorista em débito com a união.

O dinheiro gerado pelo IPVA é destinado para serviços públicos ligados à saúde, educação, cultura e melhoria nas estradas. Com a dívida dos paulistanos, cerca de R$ 500 milhões, somado as multas de 20% dos valores devidos, estão sendo inviabilizados para tais atividades.

Segunda via do IPVA SP

Quem perder o boleto pode emitir uma segunda via no site do Detran. Para solicitar é preciso também fornecer o número do Renavam e a placa do veículo.

Será solicitado que o usuário crie um login fornecendo uma senha específica para poder acessar sua página no portal.

Outras regiões

Em demais estados como Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia o imposto também vem sendo cobrado e os motoristas estão contando com descontos de até 70%. As ações visam incentivar a prestação de conta com o poder público. Por se tratar de uma cobrança estadual, não é obrigatório oferecer tais descontos. Cada região oferta de acordo com seus interesses.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.