publicidade

Considerado o principal programa de assistência social do Brasil, o valor do Bolsa Família ajuda mais de 46 milhões de brasileiros localizados em situação de pobreza. Desenvolvido em 2003, o programa tem como objetivo o direito à alimentação, moradia, saúde e educação por meio da liberação de auxílios financeiros mensais.

Valor do Bolsa Família tem adicionais de acordo com grupo familiar; veja a tabela
Valor do Bolsa Família tem adicionais de acordo com grupo familiar; veja a tabela
publicidade

Para se cadastrar, é preciso ter uma renda mensal de até R$ 89,00 por pessoa e estar inscrito no Cadastro Único. Entretanto, o candidato ainda fica em análise do Governo Federal para saber se poderá receber os auxílios ou não.

Leia também: Bolsa Família será reajustado na Câmara dos Deputados, em contra partida ao governo federal

Além de pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social, o programa tem como alvo prioritário gestantes, crianças de até 6 anos e adolescentes. Tais classificações e modalidades acabam por interferir no valor do Bolsa Família que varia de acordo com a composição familiar.

As grávidas ou com crianças de até 6 meses, por exemplo, recebem um valor á mais de R$41,00. O mesmo se aplica para jovens entre os 16 e 17 anos, lactantes, entre outros.

Lista de auxílios variáveis aplicados no valor do Bolsa Família

Benefício Básico – Valor fixo

Liberado para famílias em situação de extrema pobreza, que tenham uma renda mensal de até R$ 89,00 por pessoa. O valor é de R$ 89,00 mensais.

Benefício Variável

Para famílias também em situação de pobreza ou extrema pobreza, entretanto que tenham gestantes, lactantes, crianças e adolescentes de 0 a 15 anos. O valor é de R$ 41 por pessoa e pode ser acumulado até 5 beneficiários, contabilizando um total de R$ 250.

Benefício Variável de 0 a 15 anos:

Atende famílias que tenham crianças e adolescentes de 0 a 15 anos de idade. O valor da bolsa é de R$ 41,00 por jovem.

Benefício Variável à Gestante:

Feito para às famílias que tenham gestantes. O valor é de R$ 41 por mãe e pode ser liberado durante os nove meses da gravidez. É preciso fazer o acompanhamento médico e ter os exames em dia.

Benefício Variável Nutriz:

Atende família com crianças de até 6 meses. O valor é de R$ 41 por bebê. No caso da mãe que já recebe o benefício variável à gestante, ela precisa dar entrada na solicitação para poder receber o auxílio dos 0 aos 6 meses de vida do seu filho. É preciso que ele esteja identificado no Cadastro Único.

Benefício Variável Jovem:

Destinado às famílias que tenham jovens entre os 16 e 17 anos. O valor é de R$ 48,00 por mês e cada família pode acumular até dois benefícios, correspondendo ao total de R$96,00.

Benefício para Superação da Extrema Pobreza:

Destinado às famílias em situação de extrema pobreza. Cada família pode receber um benefício por mês. O valor do benefício varia em razão do cálculo realizado a partir da renda por pessoa da família e do benefício já recebido no Programa Bolsa Família.

 

COMENTÁRIOS

Maria Eduarda Andrade, mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguagens. No mercado de trabalho, já passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de ter assessorado marcas nacionais como a Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.

VEJA TAMBÉM