O PREVBarco é uma agência móvel que leva atendimento para a população do oeste do Pará e para outros 11 municípios da microrregião do Baixo Amazonas. O projeto de uma agência móvel do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), leva a Previdência Social aos que moram longe dos postos de atendimento presenciais.

PREVBarco do INSS leva atendimento para comunidades ribeirinhas
PREVBarco do INSS leva atendimento para comunidades ribeirinhas

Esse tipo de agência já existiu na região, entre os anos de 1996 e 2014, mas depois foi interrompido pelo Governo Federal.

Veja mais: Prova de vida do INSS é obrigatória para manter benefício

A população ribeirinha que havia ficado algum tempo sem o atendimento reclamou e pediu de volta as agências flutuantes e tiveram os seus pedidos atendidos.

Para a realização do atendimento neste ano, foram construídos dois novos barcos, um atuará em Belém e região do Marajó e outro no Baixo Amazonas. A inauguração das embarcações foi realizada pelo governo do Pará.

O investimento feito pelo INSS para atender a população ribeirinha, passou de R$ 20 milhões.

A agência fluvial tem a mesma estrutura do prédio fixo, com guichês de atendimento, salas, além disso tem também todo o equipamento necessário. Dentro do barco é possível ainda, a realização de perícia médica.

No segundo andar do barco estão localizados os camarotes, sala de reuniões e outros setores do alojamento dos tripulantes e dos servidores.

O PrevBarco pode receber 46 pessoas simultaneamente, para que sejam realizados os atendimentos.

Para isso o INSS entra em contato com as prefeituras dos municípios, para que eles avisem os moradores e ajudem na organização do atendimento.

Os barcos chegam em pontos que dificilmente têm outros tipos de acesso, isso poupa que um cidadão fique viajando quase um mês até a cidades mais próximas, em que há um posto do INSS.

Normalmente as viagens são realizadas no período do mês de abril e tem um cronograma de viagens, nas quais detalham as cidades e os dias, que pode ser consultado no site do INSS.

Criado em setembro de 1997, no Pará, com o nome de Posto Flutuante, o PREVBarco atende à população que vive às margens dos rios amazônicos, em municípios onde não há unidades do INSS. Nesses 21 anos de existência, o Projeto PREVBarco já atendeu mais de 600 mil ribeirinhos da região Amazônica.