Atrasos e cortes no programa Minha Casa Minha Vida viram pauta para discussão na Câmara dos Deputados

Nesta segunda-feira (28), a Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia da Câmara dos Deputados promoveu uma audiência pública para debater sobre os cortes orçamentários e atrasos nos pagamentos do programa Minha Casa, Minha Vida.

Atrasos e cortes no programa Minha Casa Minha Vida viram pauta para discussão na Câmara dos Deputados
Atrasos e cortes no programa Minha Casa Minha Vida viram pauta para discussão na Câmara dos Deputados

Segundo a CNM, o ato gerou forte impactos aos Municípios e construtoras, especialmente relacionado ao atraso de pagamentos das obras vinculadas aos empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida, na Faixa 1 que beneficia famílias com rendimento de até R$1.800 mensais. E na modalidade entidades urbanas e rural.

O convite foi solicitado por meio do deputado Rafael Motta (PSB-RN) e subscrito pelo deputado João Daniel (PT-SE). Em entrevista, os debutados afirmaram que as dívidas do governo federal, calculadas em mais de R$ 500 milhões, podem estar ameaçando o programa.

Leia mais: Minha Casa Minha Vida: sem verba, Governo vai limitar acesso ao programa

“Além de representar uma importante ação governamental para a redução do déficit habitacional, que atualmente é de quase oito milhões de moradias, o Minha Casa, Minha Vida também constitui instrumento valioso para o aquecimento do setor da construção civil e para a geração de empregos”, afirmou Rafael Motta.

Foram convidados para o debate:

  • O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, José Carlos Rodrigues Martins;
  • O presidente do Conselho Curador do FGTS, Igor Vilas Boas de Freitas;
  • O presidente do Sinduscon (RN), Silvio Araujo Bezerra;
  • O superintendente Nacional de Habitação, representando a Caixa Econômica Federal, Rodrigo Souza Wermelinger; e
  • A técnica do Núcleo de Desenvolvimento Territorial da Confederação Nacional dos Municípios Karla França.

A audiência ocorreu às 10 horas, no plenário 9 com transmissão interativa. A ideia foi discutir soluções para que as famílias cadastradas no programa, que aguardam a possibilidade de novos financiamentos e aquelas que dependem da construção de novos prédios, não sejam prejudicadas.

Para isso, além de trazer métodos para aprimorar o sistema de benefício, os deputados vão cobrar mais disposição do governo para que o Minha Casa Minha Vida caminhe em passos mais firmes. E não se torne uma incerteza para os próximos anos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA