Categorias: Renda Últimas Notícias

Imposto de Renda: Como empresários individuais (MEI) devem proceder? ENTENDA

A inadimplência entre os MEIs atingiu 49%, e um dos motivos é a falta de conhecimento quanto às responsabilidades de tributos

No final de setembro, o número de microempreendedores individuais (MEI) atingiu 9,031 milhões, segundo dados do Portal do Empreendedor do Governo Federal. Criado em 2008, o programa visa facilitar a formalização de pequenos negócios, de trabalhadores e prestadores de serviços autônomos.

Além de possibilitar o acesso à Previdência Social – em especial no que diz respeito à aposentadoria, auxílio doença e auxílio maternidade –, a baixa tributação é outro grande atrativo. Pelas regras, o MEI abrange negócios que faturam até R$ 81 mil/ano (ou R$ 6,7 mil/mês) e possui no máximo um funcionário. Atualmente, o custo mensal do registro é de R$ 49,90, que pode ser acrescido de R$ 1, R$ 5 ou R$ 6, conforme o ramo de atividade exercida.

Entretanto, o programa apresenta 49% de inadimplência, muitas vezes, causada pela falta de conhecimento das responsabilidades do empreendedor. “Poucos sabem que os rendimentos recebidos pelo MEI acabam por trazer efeito no Imposto de Renda Pessoa Física do empreendedor, por exemplo. Parte deles são considerados isentos e não tributáveis, mas parte significativa deverá ser tratada como rendimentos tributáveis, podendo, inclusive, fazer com que o contribuinte tenha imposto de renda a pagar”, explica o professor e educador financeiro, Carlos Afonso, também autor do livro “Organize suas finanças e saia do vermelho”.

Para entender melhor este cenário, o Professor Carlos Afonso analisa um caso concreto de como o faturamento do MEI reflete na declaração do Imposto de Renda Pessoa Física, considerando o teto estabelecido de R$ 81mil, ao longo do ano de 2019.

1º passo – cálculo da parcela isenta dos rendimentos do MEI: Considerando a receita bruta obtida pelo MEI, aplica-se os percentuais abaixo para o cálculo dos Lucros e Dividendos Recebidos, os quais deverão ser informados na aba Rendimentos Isentos e Não Tributáveis do programa do IR:

COM./IND./TRANSP. CARGA
TRANSP. PASSAGEIROS
SERV. EM GERAL
%
8%
16%
32%
R$
6.480,00
12.960,00
25.920,00
2º passo – cálculo do lucro da operação do MEI: É necessário apurar o lucro da operação do MEI, calculado pela receita bruta da operação, deduzindo custos e despesas. Por exemplo: o empreendedor teve R$ 35 mil de custos/despesas. Dessa forma, o lucro dessa operação é de R$ 46 mil (R$ 81 mil – R$ 35 mil = R$ 46 mil).

3º passo – cálculo do lucro tributável para fins de IRPF: É hora de calcular o lucro tributável, ou seja, aquele que servirá de base para o IR. O lucro tributável é calculado com o lucro evidenciado (2º passo) e deduzido da parcela de lucro isenta (1º passo).

COM./IND./TRANSP. CARGA
TRANSP. PASSAGEIROS
SERV. EM GERAL
Lucro Evidenciado (R$)
46.000,00
46.000,00
46.000,00
Rendimento Isento (R$)
6.480,00
12.960,00
25.920,00
Rendimento Tributável (R$)
39.520,00
33.040,00
20.080,00
4º passo – cálculo do Imposto de Renda Pessoa Física: Considerando as atuais regras do IR e os cenários acima, apenas o MEI que atua com prestação de serviços estaria dispensado da entrega da declaração anual, pois o rendimento tributável é inferior ao limite legal de R$ 28.559,70.

Além disso, a parcela isenta também é inferior ao limite legal de R$ 40 mil.

Desta forma, o cálculo do IR ficaria da seguinte forma (considerando que o MEI não possui outras formas de rendimento além dessas, não possui dependentes e não contribui de forma autônoma para a previdência social):

COM./IND./TRANSP. CARGA
TRANSP. PASSAGEIROS
SERV. EM GERAL
IRPF A PAGAR (R$)
9.998,64
8.216,64

Sobre o Livro Organize suas finanças e saia do vermelho: De leitura fácil e rápida compreensão, o livro ‘Organize suas finanças e saia do vermelho’ foi lançado em agosto de 2017, pelo especialista em finanças, Professor Carlos Afonso, que é administrador, contabilista e sócio-diretor do Grupo MCR.
Dica Extra: Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana.

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR.

No curso você encontra:

Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade.
Videoaulas simples e didáticas.
Passo a passo de cada procedimento na prática.

Tudo a sua disposição, quando e onde precisar

Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.

Últimas Notícias

  • Finanças
  • Últimas Notícias

Financiamento de veículo com o Banco PAN: taxas e condições

Realizar a compra de um veículo é o sonho de milhões de brasileiros. Porém, para realizar o financiamento não é…

21 minutos ago
  • Direitos & Benefícios
  • Finanças
  • Últimas Notícias

Desigualdade: 26,6% dos “chefes de família” do Brasil ganham até 1 salário mínimo

Um levantamento de dados feito pela consultoria IDados, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada no…

33 minutos ago
  • Direitos & Benefícios
  • Seguro Desemprego
  • Últimas Notícias

Taxa do seguro desemprego inclui benefício pago aos pescadores

A Medida Provisória do Programa Verde e Amarelo, trouxe muitas mudanças nas regras trabalhistas. Além de descontar uma parte do…

52 minutos ago
  • Finanças
  • Últimas Notícias

CNH digital recebe atualizações em seu aplicativo

Motoristas brasileiros passarão a contar com novidades no aplicativo da CNH Digital. A partir de agora, a ferramenta possibilitará que…

1 hora ago
  • Bolsa Família
  • Direitos & Benefícios
  • Últimas Notícias

Bolsa Família excluiu 1,15 milhão de beneficiados nos últimos meses

Apesar da liberação do 13º salário do Bolsa Família, os números do programa não estão contemplando tanto os brasileiros como…

2 horas ago
  • Direitos & Benefícios
  • INSS
  • Últimas Notícias

INSS vai liberar consulta ao 13° dos pensionistas nesta sexta-feira (22)

É aposentado ou pensionista do INSS e está em dúvidas quanto ao valor do seu 13º salário? Fique atento! A…

3 horas ago