O Brasil tem hoje, cerca de 8 milhões de cadastros como Micro Empreendedor Individual (MEI), empreendedores que têm ganho anual de até $81 mil. O registro garante uma série de benefícios, como a configuração em pessoa jurídica e a possibilidade de empréstimo para utilização e investimento na sua empresa.  

Os bancos normalmente oferecem taxa diferenciada para o MEI, facilitando o pagamento fracionado em maior número de parcelas e com menor aplicação de juros. Para não compartilhar com sua conta pessoal, o titular tem a opção de fazer o empréstimo utilizando sua conta jurídica.  

A quantia concedida vai depender da comprovação da renda, do perfil da empresa e dos dados pessoais do empreendedor. Podendo chegar a $20 mil para investimento direto em suas dependências, compra de matéria prima, pagamento de dívidas e etc.  

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS) possui condições especiais aos cadastrados como micro empreendedores, mas exigem comprovação da utilização do dinheiro com documentos e anexos.  

Para adesão basta comparecer até uma agência bancária e solicitar o crédito no setor de pessoa jurídica, comprovando sua participação na empresa e seus ganhos mensais. Vale comparar as taxas oferecidas em cada uma das redes, pois os valores podem oscilar.