O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), tem mais uma modalidade de saque disponível, além do limite de R$500 por conta liberado para 2019. A partir de abril de 2020, os trabalhadores poderão receber anualmente uma parcela do valor poupado em sua conta do fundo de garantia. Quem optar por essa opção deve indicar seu interesse a partir de outubro, por meios do aplicativos ou diretamente na Caixa Econômica Federal, mas perde o direito de saque total do valor disponível no FGTS em caso de demissão.

A multa paga pelo empregador é mantida, mas para retornar a modalidade original é necessário aguardar por dois anos. Por isso, é comum refletir sobre o processo antes de tomar qualquer decisão, embora o recebimento anual seja interessante, quem não tem certeza da duração do seu emprego pode se arrepender de optar por essa medida.

O valor a ser sacado é compatível com a disponibilidade de saldo no fundo, variando de 5% a 50% mais bônus adicional. Os pagamentos devem ser feitos no mês de aniversário do trabalhador ou em até dois meses depois, com a utilização para qualquer fim.

Fonte: Ministério da Economia

A equipe econômica do governo federal acredita que junto com os saques permitidos para 2019, a liberação do FGTS deva injetar no país R$42 bilhões em dois anos, trazendo mais estabilidade para diversos setores que movimentam a economia brasileira. Como o comércio, varejo, serviços e mercado imobiliário.

Durante o período de pagamentos a Caixa vai iniciar seus atendimentos de uma a duas horas mais cedo, a fim de atender todos os trabalhadores. Conforme o mês de nascimento o titular do fundo pode realizar o saque em abril do próximo ano ou apenas em 2021. Veja:

  • Nascidos em janeiro e fevereiro – saques de abril a junho de 2020;
  • Nascidos em março e abril – saques de maio a julho de 2020;
  • Nascidos em maio e junho – saques de junho a agosto de 2020;
  • Nascidos em julho – saques de julho a setembro de 2020;
  • Nascidos em agosto – saques de agosto a outubro de 2020;
  • Nascidos em setembro – saques de setembro a novembro de 2020;
  • Nascidos em outubro – saques de outubro a dezembro de 2020;
  • Nascidos em novembro – saques de novembro de 2020 a janeiro de 2021;
  • Nascidos em dezembro – saques dezembro de 2020 a fevereiro de 2021.

Para consultar o valor total disponível na sua conta do FGTS, o trabalhador pode baixar o aplicativo da Caixa ou acessar seu site para verificação. Informando número do NIS e criando uma senha, na ferramenta “Extrato” estão todas as informações sobre os depósitos feitos ao longo dos anos e o valor ativo na conta.