Os últimos registros do Banco Pan informam operações de créditos digitais que somam $1 bilhão, marca importante para a rede que deseja iniciar seus serviços online com previsão de lançamento ainda esse mês. O banco é uma criação da Caixa Econômica Federal e atinge principalmente o público de classe C e D, com o oferecimento de crédito pessoal, cartões e financiamento de veículos.

Além desse crescimento, o Banco Pan também comemora a noticia de que neste ano as ações somam alta de mais de 400% na bolsa de valores de São Paulo. Os índices foram puxados pelo forte investimento e otimização dos produtos que já são oferecidos pela rede, e da iniciativa em caminhar junto ao avanço das tecnologias.

A conta digital que deve ser lançada nos próximos dias vai substituir o contrato em papel, poupar o tempo do cliente em comparecer até a agência e possibilitar acesso fácil e mais prático aos serviços do banco. Aumentando o lucro do PAN que no segundo trimestre de 2019 registrou $117,7 milhões, alta expressiva de 179% comparada ao mesmo período do ano anterior.

O banco acredita que os saldos positivos estão relacionados com sua forma de tratar os clientes, seus investimentos em serviços mais tecnológicos e avançados. Além do seu posicionamento no mercado, de acordo com o CEO do Banco PAN, Luiz Francisco Monteiro de Barros.

“O PAN se tornou um novo Banco, com a ambição de ser a referência em soluções financeiras para os 160 milhões de brasileiros das classes C,D e E”, afirmou.