O país possui 8 milhões de inscritos como micro empreendedor em 2019, acréscimo de 1 milhão desde o último ano.

O Micro Empreendedor Individual (MEI) é uma categoria destinada aos trabalhadores com rendimento anual de até R$81 mil, e que desejam formalizar suas prestações de serviços. De acordo com o portal EM, o estado de Minas Gerais possui 1 milhão de cadastros de MEI, batendo as 513 mil micro empresas da região. No país, os registros chegam a 8 milhões.

Há 10 anos no mercado, a figura do MEI representa uma fonte de fácil acesso ao trabalho formal para aqueles que são autônomos. Possibilitando a emissão de nota fiscal, a credibilidade do CNPJ e a contribuição ao INSS garantindo direitos trabalhistas. O pagamento mensal do micro empreendedor não ultrapassa R$55,00. O cadastro é online e gratuito, feito no Portal do Empreendedor.

O sudeste do país possui a maior adesão, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais totalizam 4,3 milhões de inscrições, praticamente a metade do resultado no Brasil. O percentual tem crescido todos os anos, segundo as estatísticas disponibilizadas no Portal do Empreendedor, a média de crescimento é de 1 milhão de novos micro empreendedores de 2018 para 2019.

Os índices comparam os meses de julho e agosto do ano anterior, com os registros dos mesmos meses deste ano. O setor da beleza e moda são a maioria dentro do MEI, com 8,8% de cabeleireiro, manicure e pedicure. E outros 7,6% para o comércio de vestuário e acessórios.

No momento do cadastro, o titular do micro empreendimento deve informar a área de atuação. As opções são bem amplas, e incluem desde animadores de festas até serviços domésticos.